A ARTE DA VIDA

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Os Doze Pontos de Ouro da Vóvo


Depois de um bom tempo fora do blog, volto trazendo a indicação de um bom livro, indicado pela minha amiga Roselaine, que na Troca 4ª Colcha de Fuxicos, que fazemos no Grupo Mundo dos Fuxicos (flickr) me mandou um amoroso bilhetinho e  a indicação dos Doze Pontos de Ouro da Vovó, cuja Agulha de Ouro fazia tudo com amor:


Os doze pontos de Ouro da Vovó, que ela transcreveu na cartinha, me chamaram a atenção e fui atrás para ver se era um livro e encontrei na santanet, toda a indicação que a seguir faço para compartilhar com vocês:


Os doze ponto de Ouro da Vovó:


1- Assumir um compromisso;
2-Estabelecer uma meta;
3-Fazer sempre um trabalho de qualidade;
4-Assumir responsabilidade e ser responsável;
5-Fazer um plano de trabalho e executá-lo;
6-Fazer da aprendizagem um hábito para a vida inteira;
7-Cooperar;
8-Contribuir e acrescentar algo;
9-Persistir apesar das dificuldades;
10-Comunicar-se eficientemente;
11- Viver com integridade;
12-Celebrar a Vida.


Estas lindas lições podem ser encontradas no Livro Doze Pontos de Ouro, cuja sínopse apresento a seguir:


DOZE PONTOS DE OURO DE VOVÓAliske Webb

Alice Myers é uma sábia senhora de oitenta e cinco anos, que mora em um condomínio para idosos.
Todo mês ela é visitada por Jennifer e Susan, suas duas netas, acompanhadas da mãe. Em uma atmosfera de muito afeto, Vovó, uma especialista na arte de confeccionar quilts – tradicionais colchas americanas feitas e bordadas à mão , passa a ensinar às duas jovens universitárias essa arte, sob o olhar atento e carinhoso da nora.
Mas, na verdade, as lições simples da Vovó vão muito além das técnicas artesanais utilizadas nas colchas.
Cada uma das doze lições fundamentais do trabalho manual constitui uma metáfora profunda de um outro tipo de costura – aquela que une, dá forma e consistência aos ‘tecidos’ de suas vidas. Tem início, então, uma verdadeira gestação de colchas e de princípios e valores de vida. No nono mês, como em uma gravidez, acontece a realização – as colchas das netas estão concluídas, os doze pontos de ouro – as lições fundamentais para construir com dignidade a vida – devidamente assinalados, mas a jornada de Vovó chega ao fim.
Apesar da dor da perda, Susan e Jennifer se empenham em terminar a colcha que Vovó deixou inacabada e que seria um presente-surpresa para sua mãe, e percebem que sua avó, além de todos os legados, lhe deixou mais um-  a metafórica agulha de ouro – fazer tudo com amor.




Um comentário:

João Bosco Maia disse...

Vagando nessas tantas ruas virtuais, encontrei tua porta de amante das Letras aberta - e entrei. Devo anunciar-me como um desses que diz "Oi, de casa! Trago aqui em minhas mãos a chave para dias melhores: escrevo e vendo livros!". Assim, venho te convidar para visitar o meu blog e conhecer as sinopses de meus romances, a forma de adquiri-los e, posteriormente, discuti-los. Três deles estão disponíveis inclusive para serem baixados “de grátis”, em formato PDF.
Um grande abraço literário,

João Bosco Maia